Minha Princesa


Minha Princesa Cordel – Gilberto Gil e Roberta Sá

Minha princesa, 
quanta beleza coube a ti 
Minha princesa, 
quanta tristeza coube a mim 

Na profundeza 
O amor cavou 
O amor furou tudo no chão 
No coração do meu sertão 
No meu torrão natal 
Meu berço natural 
Meu ponto cardeal 

Meu açúcar, meu sal 
Nossos destinos 
Desde meninos dão-se as mãos 
Nossos destinos 
De pequeninos eram irmãos 

E os desatinos 
também tivemos que vivê-los bem juntinhos 
E os caminhos nos trouxeram 
pra esse lugar 
A que vamos ficar 
Amar viver lutar 
Até tudo acabar

Anúncios

Sobre Juliana Souza
Relações Públicas, inglês/espanhol/italiano, estudante de Comércio Exterior *-* Amante da leitura e do cinema!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: